.

segunda-feira, 8 de março de 2010

PARABÉNS MULHER


Parabéns pelo único dia que dedicam a ti.
Mulher que acorda às cinco da manhã, para fazer almoço dos filhos, deixarem a roupa de molho para lavar à noite, arrancar as crianças da cama, vesti-las, preparar o café com pão amanhecido e sair correndo para levá-las na creche com medo de perder a única condução que a leva a um trabalho quase escravo e com renda bem menor do que merecida, enquanto o marido provavelmente ainda dorme, pois afinal de contas ele só bate o cartão as oito da matina. Isso é claro aquelas que têm sorte em ter um companheiro dentro de casa, ajudando pelo menos a dividir as despesas que outrora seriam somente deles. Parabéns.
Parabéns a ti mulher letrada, que ralou feito doida em cima dos livros, tendo que dividir seu tempo entre uma mamada e uma troca de fraldas para poder terminar um curso superior tão sonhado e dar uma vida mais decente aos filhos, enquanto o marido reclama de sua aparência desleixada, de sua ausência em casa e de sua pouca disposição para servi-lo quando lhe apetecer. Parabéns.
Parabéns a ti mulher executiva, que também levanta as seis para acordar os filhos, orientar a empregada, fazer a lista do supermercado, sair correndo para academia lutar contra os quilos a mais que não são vistos com bons olhos em seu meio profissional, voltar correndo, se embelezar, verificar a agenda social com o marido, levar os meninos ao colégio, trabalhar como um camelo para conseguir destaque e convencer de sua capacidade, mesmo sabendo que o seu salário é a metade de qualquer executivo homem na empresa em que trabalha.  Parabéns.
Parabéns às mulheres que lutaram por seu espaço, pois afinal de contas elas o conquistaram. Um espaço bastante amplo por sinal aonde cabem todas as outras funções que ela continua sendo obrigada a exercer sem nenhum auxílio ou remuneração, ser mãe, filha, sogra, nora, tia, avó, babá, amante, faxineira, estilista, costureira, cabeleireira e etc. Parabéns.
Só não descobri ainda porque se lembram de ti somente um dia do ano, se és obrigada a lembra-se de todos em cada minuto da sua vida.
Não compreendo porque te oferecem um rosa no supermercado somente neste dia, porque te sorriem tanto neste dia, porque te cumprimentam e te tratam dom dignidade, se nos outros 364 dias do ano, você é praticamente ignorada.
Porque hoje e somente hoje, a mídia destaca os escritores que falam de ti, os pintores que te retratam, os homens que te homenageiam, porque somente neste dia você merece tanta atenção?
Diria que tudo não passa de pura hipocrisia.
Quero ser admirada por deixar de lado toda a vaidade, todo prazer e toda vontade de mulher, para socorrer uma mãe, um filho, a sogra, a nora o genro, os netos, os amigos, os vizinhos os necessitados e ainda assim sorrir e cumprimentar o porteiro do prédio, que por ser antigo ainda abre a porta e me deseja um bom dia.

Cristiane Campos
08/03/2010

2 Comentários:

  • Amiga demais tudo o que escreveu.
    Perfeito como sempre muito inteligente no que escreve.
    Nós somos demais fala serio.
    Agora o seu desenho em cima kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    eu não sei onde arruma isso tudo cris..só vc ..perfeito...
    lembrei de mim não sei qdo..rssss
    bjusssss

    Por Blogger Corina Sandri, às 8 de março de 2010 13:12  

  • Cris querida, além de artista plástica vc é uma escritora maravilhosa!
    Esse texto retrata bem o universo feminino, o nosso trabalho rotineiro que ninguém reconhece!
    Parabéns para nós porque somos guerreiras, fortes e ao mesmo tempo ternas!

    bjusssssss

    Por Blogger Seyse, às 9 de março de 2010 06:05  

Postar um comentário

<< Home